FAÇA PARTE DESSA HISTÓRIA

Dia da Floresta e da Síndrome de Down no Centro de Visitantes Paineiras


As 50 mudas de espécies nativas da Mata Atlântica adotadas pelos lutadores serão plantadas numa parceria entre o Instituto Conhecer Para Conservar e o ICMBio.

O Dia Internacional da Síndrome de Down e o Dia Mundial das Florestas reuniu um time de peso — com a presença do embaixador do UFC, Minotauro, e dos lutadores Warlley Alves, Vitor Miranda e Davi Ramos — no treino da ONG Jiu-Jitsu Sem Limites, que dá aulas da modalidade para pessoas com deficiência. O projeto do educador físico, Allan Di Lucia, surgiu há cinco anos, quando o atleta foi abordado após um treino por um jovem com paralisia cerebral animado com o esporte. A ONG atende 120 pessoas e 10 desses atletas participaram do treino comemorativo, no alpendre do Centro de Visitantes Paineiras, nesta terça-feira (20/03).


— Portadores da Síndrome de Down e de outros tipos de deficiência são pessoas extremamente capazes e acho que o projeto mostra isto. Estar num dia que também celebra a Mata Atlântica, dentro do Parque Nacional da Tijuca, praticando o jiu-jitsu e dando visibilidade à inclusão das pessoas é motivo de muita alegria para todos nós — afirma Allan.

A programação também teve o objetivo de conscientizar as pessoas sobre a necessidade de conservação das florestas, principalmente das localizadas em áreas de Parque Nacional. Por isso, após o treino, os alunos e lutadores participaram da adoção de 50 mudas de espécies nativas de Mata Atlântica, doadas pelo INEA, e que serão plantadas na Trilha do Rio Carioca, no Parque Nacional da Tijuca; sendo uma realização da parceria do Instituto Conhecer para Conservar e ICMBIO (Instituto Chico Mendes).

Fonte: O Globo