FAÇA PARTE DESSA HISTÓRIA

Conheça a história do Projeto Refauna


O post de hoje é dedicado a contar um pouco mais sobre o Projeto Refauna, sua história e objetivos. Nossa meta principal é reintroduzir populações de espécies em locais onde as mesmas foram perdidas e, assim, restaurar processos ecológicos. O projeto é uma colaboração entre pesquisadores do Laboratório de Ecologia e Conservação de Populações da UFRJ, do Laboratório de Ecologia e Conservação de Florestas da UFRRJ, do Laboratório de Ecologia e Manejo de Animais Silvestres do IFRJ, Parque Nacional da Tijuca (ICMBio), FIOCRUZ e Centro de Primatologia (INEA). Atualmente é financiado pela Fundação Grupo O Boticário de Conservação da Natureza, CNPq, Faperj e Grupo Cataratas (Instituto Conhecer para Conservar).

O projeto começou em 2010 com a reintrodução da cutia vermelha (Dasyprocta leporina) no Parque Nacional da Tijuca (PNT), Setor Floresta. O PNT é um fragmento de Mata Atlântica localizado no meio da cidade do Rio de Janeiro, ou seja, é completamente imerso na cidade. O Parque tem um histórico de degradação em decorrência da exploração de madeira, agricultura e caça desde o século XVII. Isso fez com que fosse necessário o plantio de árvores em parte do Parque para a sua restauração para fins paisagísticos e manutenção da água. Mesmo assim, muitas espécies de animais não conseguiram retornar à floresta, principalmente pelo fato da área ser cercada por uma matriz urbana.

O objetivo do Projeto REFAUNA é dar uma mãozinha para essas espécies e reintroduzi-las no Parque e, assim, recuperar também os processos ecológicos, a biodiversidade e a sustentabilidade da área.

Hoje estamos com uma campanha no site de crowdfunding Kickante, onde você pode dar sua contribuição para o projeto de várias formas.

Acesse e saiba mais: https://www.kickante.com.br/refauna